Como Perder Peso Com Hipotireoidismo: O Seu Guia De 6 Passos

Perder peso é uma tarefa árdua e, às vezes, frustrante. Em especial se você tem hipotireoidismo.


No hipotireoidismo o metabolismo diminui e sempre você se sente cansado, o que também dificulta fazer exercício e manter um estilo de vida saudável. Se quiser saber porque é mais fácil engordar se você tem hipotireoidismo clique aqui.


Para poder viver de forma saudável com hipotireoidismo, a chave é fazer pequenas mudanças, passo a passo.


Este guia com os 6 passos para perder peso com hipotireoidismo irá ajudá-lo a ter os melhores resultados com o mínimo de estresse possível.


1. Otimiza a sua Medicação para a Tiróide



Eu sei que a primeira coisa que todas as pessoas que queremos fazer é começar com as recomendações nutricionais e os treinamentos recomendados para ter resultados o mais rápido possível.


Mas quando você vive com hipotireoidismo o mais importante sempre é o tratamento médico.


Consulte o seu médico para que este possa determinar o melhor tratamento para suas necessidades e estilo de vida.


Existem muitas opções e, embora a Levotiroxina é muito eficaz o Armour é melhor tolerado.


Não existe uma grande diferença entre tomar o medicamento durante as manhãs, tardes ou noites; escolha o que melhor se adapta para o seu dia.


Lembre-se de tomar o seu medicamento em jejum ou com o estômago vazio, por algumas horas (1, 2).


Siga sempre as instruções do seu médico e, diante de qualquer mal-estar ou efeito colateral consulta novamente.


2. Evite Consumir Alimentos com adição de Açúcares e Farinhas Refinadas


Não é o mesmo que consumir carboidratos na forma de açúcar, batatas fritas e donuts que em cereais integrais e carboidratos complexos de frutas e verduras.


Os hidratos de carbono não te farão ganhar gordura ou ganho de peso. Para isso é muito mais importante para controlar a quantidade e a qualidade dos carboidratos, assim como a quantidade de calorias consumidas no dia.


Os açúcares e farinhas refinadas são nada saudáveis, não têm nenhum benefício nutricional, sem importar que se consumam em poucas ou em grandes quantidades.


É por isso que são conhecidos como “alimentos com calorias vazias”, se fornecem calorias, mas nenhum benefício para a sua saúde.


O consumo de açúcar e farinhas refinadas está diretamente relacionado com um maior risco de sofrer de excesso de peso e obesidade.


O aumento de seu consumo foi de 30% em adultos e de 20% em crianças, aproximadamente, e é um dos principais responsáveis pela epidemia de obesidade.


Levar uma vida ativa e consumir menos calorias, ajuda a combater o excesso de peso e a obesidade. uma das melhores e mais simples formas também é reduzindo o consumo de açúcar e farinhas refinadas.


Embora uma das melhores e mais simples formas também é reduzindo o consumo de açúcar e farinhas refinadas.


É importante salientar que os açúcares e farinhas refinadas não só fornecem calorias vazias, mas que também aumentam os desejos e não ajudam a diminuir a fome.


Quais Os Alimentos Que Você Deve Evitar?



Para evitar os açúcares e farinhas refinadas, você deve limitar o consumo de:



  • Comida rápida

  • Bebidas açucaradas

  • Sucos industrualizados

  • Álcool

  • Pão branco

  • Cereais açucarados

  • Cereais não integrais

  • Barras energéticas

  • Refeições embaladas

  • Alimentos industrualizados

Talvez neste momento você esteja pensado que esta lista é muito longa e é praticamente impossível evitar todos esses alimentos os 365 dias do ano.


E é verdade, não podemos evitá-los o tempo todo, mas é bom estar consciente de que é o que estamos consumindo e o que significa isto para o nosso corpo.


Quanto mais consciente você estiver o que se come, é mais fácil gerar bons hábitos de alimentação.


Comece fazendo pequenas mudanças em casa, livrar-se de toda a junk food, alimentos industrializados e bebidas açucaradas.


Se você vai a uma reunião que sabe que só tem comida cheia de calorias vazias, consome uma porção de salada e alimentos ricos em proteína antes de ir.


Mantenha-se hidratado seu corpo e leva contigo sempre um recipiente com água pronta para o consumo.


3. Manter uma dieta Alta em Proteína e Vegetais


As bases de alimentação para uma pessoa com hipotireoidismo é ter uma dieta alta em proteínas e vegetais, devido a:



  • Uma dieta alta em proteínas favorece a perda de peso

  • Os alimentos vegetais são ricos em fibras, água, vitaminas, minerais e fitonutrientes.

Uma Dieta Alta em Proteínas Favorece a Perda de Peso


As dietas altas em proteína ajudam a diminuir o apetite e desejo, já que se mantém satisfeito por mais tempo do que os carboidratos.


Ao reduzir o seu apetite e de seus desejos também diminui a quantidade de calorias que você consome durante o dia.


Uma dieta rica em proteínas ajuda a diminuir pensamentos obsessivos sobre comida em 60% (3, 4).


Além de reduzir em 50% o consumo de lanches noturnos (3, 4).


As proteínas ajudam a construir massa muscular se estas são combinados com exercício físico regular.


Quanto mais massa muscular você tenha seu corpo mais acelerado será o seu metabolismo.


Aqui ficam alguns exemplos de alimentos ricos em proteína:



  • Carnes

  • Peixes

  • Frutos do mar

  • Ovo

  • Aves

  • Nozes e sementes

  • Leguminosas (feijão)

  • Lácteos

Os Alimentos Vegetais são ricos em Fibras, Água, Vitaminas, Minerais e Fitonutrientes


Se você tem hipotireoidismo você deve cuidar da densidade de nutrientes na sua dieta em cada alimento, já que é muito comum apresentar deficiência em animais não vacinados por má absorção.


A alimentação é direcionada principalmente ao consumo de vegetais de folhas verdes, fungos e vegetais crucíferos, como a couve, a couve-flor e o brócolis.


Os alimentos vegetais também são uma excelente fonte de fibra e esta, por sua vez, é o alimento ideal para a flora intestinal.


Uma dieta baixa em fibra desequilibraría sua flora intestinal, com efeitos que podem vir a ser irreversíveis (5).


De forma geral, como um guia, você pode considerar que a porção de vegetais que você vai consumir deve ser do tamanho da palma de sua mão.


Os vegetais, devido ao seu alto conteúdo de fibra e água, também favorecem a saciedade, ajudando a diminuir a quantidade de carboidratos no seu dia.


4. Aumenta o Consumo de Selênio e Zinco


Tanto o zinco e o selénio são envolvidos, em função de sua tireóide.


É muito importante que sua dieta contenha quantidades adequadas para a correta função e produção hormonal de sua tireóide.


Selénio


O selênio é importante para o seu corpo e a única forma de obtê-lo é através dos alimentos.


Estes são alguns alimentos ricos em selênio que você pode incluir em sua dieta:



  • Castanha-do-brasil

  • Sardinhas

  • Tunas

  • Res

  • Frango

  • Ovo

  • Leguminosas

Devido a que só se pode obter por alimentos é considerado, então, um mineral essencial.


Este participa no ciclo do iodo e é por isso que a tireóide é o órgão com maior concentração de selênio em todo o seu corpo (6).


Baixos níveis de selênio favorecem o hipotireoidismo por mecanismos alternativos relacionados ao iodo.


Zinco


O zinco também é um mineral essencial que participa na regulação do hormônio da tireóide e seu metabolismo está ligado e conectado com as hormonas da tiróide.


Um dos primeiros sintomas de deficiência de zinco é a alopecia, ou queda de cabelo (7).


A deficiência de zinco é muito pouco comum e seu tratamento inclui consumir alimentos ricos em zinco , como (8).:



  • Leite

  • Iogurte

  • Leguminosas

  • Sementes

  • Nozes

  • Res

  • Frango

  • Amêijoas

  • Ostras

Iodo


O iodo participa também no funcionamento da tireoide, mas hoje em dia sua deficiência é extremamente rara devido a estratégias internacionais que conseguiram adicionar o sal de mesa com iodo (9).


Então, no final do dia é muito melhor focar tanto em selênio, como o zinco.


5. Praticar Exercício físico de Forma Regular, Desde Caminhadas ao Levantamento de Peso


Já falamos sobre os medicamentos e as chaves nutricionais, agora temos de nos concentrar no exercício.


Tanto o tratamento como a alimentação são especialmente importantes quando o seu metabolismo é mais lento do que o normal.


É por isso que eu falei no começo que, para conseguir uma perda de peso saudável, devemos nos focar em fazer pequenas mudanças, passo a passo.


No entanto, se você já conseguiu fazer os primeiros 4 passos:



  1. Otimizar a sua medicação para a tiróide.

  2. Evitar consumir alimentos com adição de açúcares e farinhas refinadas.

  3. Manter uma dieta alta em proteína e vegetais

  4. Aumentar o consumo de selênio e zinco

Então temos de nos concentrar no exercício, já que fazê-lo de forma regular, te dará impulso para acelerar a perda de peso.


Afinal de contas, a perda de peso vem quando consumimos menos calorias do que as que você usa e o exercício irá ajudá-lo a fazer isso.


Manter-se activo te ajuda a queimar um extra de calorias durante o seu dia, além de que se favorece a flexibilidade, a mobilidade e a circulação do sangue, assim como a saúde cardíaca e oxigenação cerebral.


Realizar exercício ou alguma atividade física não se resume às já conhecidas frases: “se não dói, não serve” ou “come menos e ande mais”.


O exercício é parte de um plano integral, não deve nunca se sentir desconfortável ou infeliz, no momento de realizar nenhum tipo de atividade.


Que Tipo de Atividades você Deve Fazer?


É muito mais fácil de incluir e manter atividades no seu dia que você goste, como por exemplo:



  • Longas caminhadas durante o dia.

  • Sair para andar de bicicleta.

  • Praticar caiaque.

  • Caminhar com seu cachorro no parque.

  • Sair a correr enquanto ouve a sua música favorita.

  • Escalar uma montanha.

  • Caminhadas com seus amigos.

  • Nadar em um lago ou no mar.

Qualquer coisa que envolva movimento de seu corpo é uma boa opção para você. A vida é curta para realizar atividades que não goste.


Estudos mostram que exercícios de baixa intensidade são uma boa maneira de começar a fazer atividade física (10).


De forma geral recomenda-se fazer 60 minutos de caminhada ou de 10.000 passos por dia.


O que Acontece se eu não Posso Fazer Exercício Cardiovascular?


Além do exercício cardiovascular também existem outras opções como o levantamento de pesos.


De fato combinar exercício cardiovascular com exercícios de resistência, por exemplo, levantamento de peso, irá ajudá-lo a ter os melhores resultados.


O levantamento de peso é muito bom para sua saúde, especialmente se você tem problemas de mobilidade como a artrite ou lesões de joelho.


Os exercícios de resistência te ajudar a desenvolver massa muscular e isso cada vez favorecerá um sistema imune mais forte, assim como o metabolismo mais acelerado (11).


Você pode encontrar treinos de resistência na linha que você pode fazer em casa, outras opções são:



  • Participar em atividades físicas em grupo, como em um clube desportivo.

  • Contratar um treinador pessoal.

6. Protocolo auto-imune Paleo (Uma Opção Para Hipotireoidismo de Hashimoto)



Este tipo de plano de alimentação só funciona se você tem hipotireoidismo de Hashimoto ou doença auto-imune.


O protocolo para a idade paleo é recomendado se você já realizou os primeiros 5 passos e ainda continuar com excesso de peso e baseia-se em:



  • Remover temporariamente grupos de alimentos como:LácteosGranos e cerealesNuecesSemillasLeguminosasvegetales ricos em amido, etc.

Deriva das dietas denominadas Paleo mas se concentra mais em excluir alimentos que causam inflamação intestinal.


Aparentemente, os alimentos que favorecem a inflamação intestinal, são um dos fatores de risco para trás muitas doenças auto-imunes, problemas metabólicos, obesidade, assim como problemas de saúde (12).


O protocolo para a idade paleo estabelece que, ao eliminar os alimentos que causam a inflamação lhe dá a oportunidade ao seu corpo de se curar a si mesmo e reiniciar os processos metabólicos, sem stress adicionado.


O processo é descrito como algo semelhante ao que acontece com os pacientes celíacos quando deixam de consumir alimentos com glúten.


Como Essas Recomendações São Baseadas Em Evidências Científicas?


Foram realizadas pesquisas nas áreas de imunologia e reumatologia, com ensaios aleatórios de diferentes tipos de dietas.


Mas, apesar de essas pesquisas ainda não existem resultados conclusivos que relacionem directamente alimentos do Protocolo Imune Paleo com os sintomas de doenças auto-imunes.


Ficam muitas perguntas por responder sobre o Protocolo Imune Paleo como:



  • Você ajuda a sua saúde, pois elimina alimentos específicos de sua dieta?

  • Ou será porque as restrições alimentares se forzan a ter uma dieta mais saudável?

  • Talvez seja uma combinação de ambos os pontos?

Há ainda muito por investigar e seus resultados são difíceis de explicar.


Existem muitos registros anedóticos de pessoas que garantem que o Protocolo Imune Paleo ajudou a diminuir os sintomas de suas doenças.


Embora o Protocolo Imune Paleo é uma dieta temporária, porque é tão restritiva pode apresentar complicações, se você toma medicamentos para alguma outra doença.


É importante que antes de começar consulte o seu médico para poder seguir suas indicações, já que cada caso é individual e pode colocar em risco a sua saúde.


Recomendações Adicionais Para Perder Peso, Se Você Tem Hipotireoidismo



Aqui você tem algumas dicas que irão ajudá-lo com sua mudança de estilo de vida e que favorecerá a sua perda de peso se você tem hipotireoidismo:



  • Cuide de suas horas de sono

  • Consome suplementos para a tiróide

  • Serve as suas refeições em pratos pequenos e usa colheres pequenas

  • Coloque seus alimentos nos pratos e não na mesa

  • Consome bastante água

  • Seja consciente de tudo o que você fizer durante o seu dia

Cuide de suas Horas de Sono


Além de uma dieta alta em calorias e uma vida sedentária ter poucas horas de sono aumenta o risco de obesidade.


Dormir bem te irá ajudar no processo de perda de peso e você terá mais energia para realizar suas atividades durante o dia.


Consome Suplementos para a Tiróide


Registros anedóticos sugerem que consumir estes suplementos ajudam a ter mais energia durante o dia.


De acordo com esses registros, os resultados são apreciados melhor os primeiros meses do seu consumo.


No entanto, é importante salientar que o seu consumo é desnecessário se você levar uma dieta completa, equilibrada, suficiente e adequada para ti.


Serve as suas refeições em Pratos Pequenos e Usa Colheres Pequenas


Investigações científicas têm demonstrado que comer em pratos grandes favorece que consumas lotes grandes (13).


E comer em pratos pequenos favorece consumir pequenas porções.


E enquanto as maiores são as porções mais calorias consome em suas refeições (13).


Estes fenômenos são chamados de Ilusão de Delbouef e Ilusão de Ebbinghaus.


Coloque seus Alimentos nos Pratos e Não na Mesa


É melhor servir os pratos em vez de colocar todos os pratos na mesa para que cada um se sirva.


Isso diminui as chances de que te sirvas uma e outra vez seu prato, porque já selecionou tudo o que precisava comer por o momento.


Consome Bastante Água


Quanto mais água consumas menos calorias você terá de seus alimentos no final do dia (14).


Leva consigo uma garrafa de água para consumir quanto tenha sede.


Se manter hidratado e, além disso, ajudará a evitar as calorias vazias de bebidas açucaradas.


Seja Consciente de tudo o que você Fizer Durante o seu Dia


Realizar todas as suas atividades, como comer e fazer atividade física, conscientemente, você vai ajudar a manter seu corpo conectado com a sua mente.


Você pode analisar as sensações físicas e sentimentos que atravessam seu corpo.


Ser consciente do que você faz durante o dia, é como estar em um constante estado de meditação.


Lembre-se


A vida é muito mais do que estar a fazer dieta, desfrute de cada momento do processo e nunca forçar o seu corpo a ir além do que te faz sentir bem. Para dicas de como perder peso acesse o blog da paty: https://oblogdapaty.com/quitoplan-funciona/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *